Posicionamento Google - SEO - Keyword Rankster

SEO Keyword Rankster: posicionamento e análise de palavras-chave

O SEO Rankster ajuda-me a controlar o posicionamento das páginas mais importantes do meu site, e permite-me saber o que optimizar.

Haverá software melhor que faça o mesmo? Certamente.

No entanto, o Rankster é gratuito, requer pouco trabalho, e até hoje só me deu bons resultados.

Índice

Requisitos para poder utilizar o SEO Keyword Rankster

  • Ter uma conta Google.
  • Instalar o Tracking Code do Google Analytics (“GA”) no seu site.
  • Conhecimento básico/médio de Google Analytics (ou pelo menos abra uma conta e registe o seu site).
  • Conhecimento básico/médio de Google Sheets (e respectivos add-ons).

O que é e para que serve o Rankster

O SEO Keyword Rankster é uma ferramenta gratuita de optimização de posicionamento no Google. Em termos práticos, é um Google Sheet com uma folha principal (“Rankster”) que nos permite ver o posicionamento da nossa página web no Google, de acordo com pesquisas específicas que tanto podem ser escolhidas por nós, como obtidas através do Google Analytics. Por exemplo, para a pesquisa restaurantes baratos Lisboa no Google.pt, consigo saber rapidamente que posição ocupa o site Lisboando.pt.

Uma folha secundária no mesmo documento, denominada “Searcher“, dá-nos os primeiros N resultados no Google para uma determinada pesquisa. Pode ser útil para confirmar o posicionamento que o Rankster indica e até para análises de concorrência.

Briefing

O Google Analytics é bom mas não é tudo. Infelizmente, o mesmo não nos fornece dados suficientes para todas as keywords pesquisadas no Google e que trazem visitantes ao nosso site. É frequente ver que a maioria das visitas à nossa página são palavras-chave desconhecidas, (not provided) ou (not set). Estas não nos servem para grande coisa. No entanto, há de facto várias palavras-chave que conhecemos e que são uma potencial mina de ouro para fazer crescer as nossas métricas SEO de forma orgânica, e sobretudo ajudar-nos a melhorar o posicionamento da página no Google.

Neste artigo aprenderá a:

  • Criar o seu próprio documento “SEO Keyword Rankster”
  • Importar automaticamente as keywords do seu site para uma folha de cálculo organizada.
  • Saber qual o ranking (posicionamento) de cada uma destas keywords.
  • Obter, no próprio spreadsheet, os primeiros N resultados do Google para qualquer pesquisa, tal como informação sobre cada web que concorre nessa keyword específica.

duas ferramentas úteis no documento: o “Rankster” e o “Searcher“. O primeiro dá-nos o ranking do nosso site face a keywords específicas que nos interessam. O segundo permite-nos efectuar uma pesquisa e obter os primeiros n resultados do Google (e se a nossa web aparecer, é assinalada).

As keywords mais importantes

Uma das minhas prioridades em SEO é analisar regularmente as keywords/palavras-chave que trazem visitantes aos meus sites, para conseguir optimizar as minhas páginas em termos de posicionamento no Google. No entanto, não analiso todas as keywords que me aparecem à frente: apenas aquelas que representam a maior parte das visitas.

Para ver quais as palavras-chave mais pesquisadas no Google e que mais visitantes trazem ao meu site, basta ver no GA (relatório Acquisition / Campaigns / Organic Keywords).

As palavras-chave que trazem 80% do tráfego

Seguindo uma sugestão do meu amigo Flavio, adoptámos uma metodologia de análise de keywords que implementei em vários dos nossos websites e que tem dado bons resultados. Esta perspectiva de optimização consiste em pensar no princípio de Pareto aplicado (de forma informal) a SEO: qual a percentagem de keywords que representa 80% das visitas?

O ideal é, regra geral, 20%-80%. Ou seja, optimizar para que 80% do nosso ganho (número de sessões) venha de 20% das keywords pesquisadas no Google e que levam pessoas ao site. Contudo, o Rankster pode ser utilizado mesmo sem obedecer a estes critérios, ou utilizando outro valor/objectivo à sua escolha, em vez dos 80%. É apenas uma forma de estabelecer um objectivo, de modo a inferir qual o conteúdo do nosso site que deveríamos optimizar primeiro.

Lisboando.pt subiu no posicionamento em mais de 20 das pesquisas relevantes… tudo em poucas semanas após começar a usar o Rankster.

SEO Keyword Rankster

Comecemos pela pestana “Setup”. É aqui que vai definir todas as condições para a utilização da ferramenta:

1.1. Folha Setup

SEO Keyword Rankster - Setup - Google Analytics

Preencha os campos nesta folha: tudo o que está com cor azul e/ou sejam células amarelas pode ser manualmente editável. Se tiver dúvidas, a coluna mais à direita contém instruções e exemplos.

No setup do Rankster, e ao entender o método de análise mencionado acima, pode escrever a “percentagem de Pareto” que pretende para os resultados.

Para configurar a ferramenta Searcher apenas tem de inserir quantos resultados quer ver. Não recomendo mais de 100. Regra geral, uso no máximo 30, o que equivale às primeiras três páginas de resultados do Google.

O único campo a preencher e que requer consulta externa é o “ID de perfil Analytics“:

Como encontrar o seu ID do Google Analytics

Abra o Google Analytics e repare no URL da página em que estiver (funciona em qualquer menu, seja nos relatórios, área de Admin, etc.). Verá algo parecido com:

https://www.google.com/analytics/web/?authuser=0#management/Settings/a57761339 (…) p95277727/

Na última secção do URL verá uma longa sequência alfa-numérica. Repare no “p” que assinalei acima: o número imediatamente a seguir ao “p” é o seu ID do perfil de Analytics (no meu exemplo, “95277727”). É este número que escreve no campo respectivo, na folha “Setup”.

No entanto, nada disto nos servirá sem o precioso add-on que se segue.

1.2. Instalar o add-on Google Analytics

É muito fácil instalá-lo: no menu superior do Google Spreadsheet verá “Add-ons”; escolha a opção “Get add-ons”. Aparecerá um pop-up onde pode pesquisar entre diversas ferramentas extra para complementar o Google Spreadsheets.

Encontre o add-on “Google Analytics” e instale-oClique no botão que diz “FREE”, autorize o acesso do add-on e já está.

SEO Keyword Rankster - 2 - Addon Google Analytics

O melhor disto tudo? Este add-on ainda exigiria alguma configuração, nos sheets “ga: resultados” e “Report configuration” (escondido e, se não conhece, para não mexer)… só que já tratei disso por si: a folha de Setup que preencheu alimentará praticamente tudo no documento.

Assim que estiver instalado, vá novamente ao menu “Add-ons” / “Google Analytics” e clique em “Run reports”. Em princípio aparece uma mensagem de sucesso:

SEO Keyword Rankster - 3 - Add-on Google Analytics

1.3. Folha “ga: resultados”

Esta folha tem uma coluna útil que, infelizmente, o add-on apaga sempre que o corremos. Isto rectifica-se com um simples copy-paste:

  • Nas notas da célula G15 (basta passar com o rato por cima) encontrará a fórmula que deve copiar para a mesma, tal como a fórmula para a célula G16.
  • Uma vez copiada a da G16, basta arrastar ou copiá-la para baixo, até ao fim dos resultados.
  • Deste modo, poderá ver quais das keywords geradas pelo GA ainda não constam na lista do Rankster (na respectiva coluna B). As que não estiverem, pode/deve adicioná-las manualmente no Rankster:
    • “Insert row”, colar a keyword na coluna B, e copiar de outra linha pré-existente as fórmulas das colunas A e C-H para a nova linha.
    • No fim, reorganizar a tabela (veja o aviso no ponto seguinte).

1.4. “Rankster”

Esta é a folha de controlo de keywords. As colunas coloridas mais à direita serão inseridas manualmente por si na data que lhe convém (copy-paste values da coluna “Ranking actual”). Eu actualizo o meu Rankster cada 15-30 dias, mais ou menos. O documento gratuito inclui colunas exemplificativas.

Aviso importante. Ao correr o add-on e/ou ao adicionar novas linhas com novas keywords, deve voltar a reorganizá-lo manualmente (não aplique filtros para evitar distracções):

  1. Seleccione todas as células de dados. Se a última coluna com dados for a coluna L, e a última row/linha a 300ª, selecciona o intervalo A3:L300.
  2. Menu “Data” e “Sort range”.
    1. Deixar desmarcada a opção “Data has header row”, depois sort by escolhendo a Column C (núm. sessões) e escolher ordem descendente, marcando “Z – A”.

Fica desde já a saber:

  • Coluna C: dá-lhe o número de sessões para o período escolhido.
  • Coluna D: o peso que representa cada keyword no total de sessões.
  • Coluna E: o peso acumulado, para descobrir os 80% (ou outro valor que tenha escolhido no Setup).
  • Coluna F: indica quais as keywords que interessam para a sua eficiência de “Pareto”.

1.4.1. Monitorização de keywords

Coluna G: ranking actual. Sempre que actualizar os dados (Add on / Run reports) e reorganizar a tabela, espere que os valores da coluna G actualizem (pode demorar um pouco; veja os contratempos, abaixo).

Depois, numa das colunas à direita, pode inserir a data actual e fazer copy + paste-values da coluna G para o novo registo.

Como melhorar o posicionamento nos resultados do Google? Conteúdo, conteúdo, conteúdo… a optimização agora é consigo. No entanto, se precisar de ajuda nesse campo, posso ajudar: entre em contacto.

1.5. “Searcher”

É uma ferramenta bastante mais simples e, tal como o link na coluna A do Rankster, é uma forma de verificação da posição que o spreadsheet lhe indicou para determinada keyword… mas também é mais do que isso: com o Searcher pode ver quem está nos primeiros N resultados de pesquisa (sendo “N” o número que indicou na célula respectiva da folha Setup).

Poderá ser útil para quem pretenda efectuar uma análise de concorrência em keywords.

Contratempos

  • Por vezes, a folha de cálculo não carrega os números de imediato, podendo dar erros na maior parte das células (“#N/A”). Isto deve-se, creio, a questões técnicas relacionadas com a fórmula “importxml” do Google. No pior dos casos espere uma hora ou duas quando isto acontece (no entanto, costuma demorar entre 10 e 30 minutos).
  • Pode haver uma pequena margem de erro na obtenção de algumas posições, embora reduzida. Ou seja, o seu site pode estar a aparecer em 3º lugar e o simulador diz que está em 4º. É um comportamento expectável, uma vez que se trata de um tipo de análise quase em tempo-real.

Conclusão

Obviamente, olhar para as keywords não é suficiente: este documento é apenas uma de várias ferramentas de optimização SEO que podemos ter ao nosso dispor. Por exemplo, além de outros dados, há que analisar regularmente as páginas de entrada (“landing pages”).

Exemplo de resultados

A primeira versão deste artigo foi escrita em Junho de 2015 mas comecei a utilizar o Rankster desde Dezembro de 2014. Não vi grande impacto em posicionamento durante os primeiros 2 meses mas continuei a utilizá-lo pacientemente, actualizando os dados com regularidade.

No fundo sabia que me iria dar resultados após uns 3 meses, talvez, embora nunca tenha esperado o que aconteceu: o meu primeiro choque (positivo) foi em Junho de 2015: o tráfego mais do que duplicou organicamente, e ganhei muitas posições no ranking do Google em várias páginas para a minha web ficar nas primeiras 5 posições.

A optimização de conteúdos, feita a propósito do Rankster me indicar quais os artigos a precisar de revisão mais urgente, fez com que o tráfego duplicasse.

Rankster: posicionamento SEO, Google rank

O YoY (year over year) acima mostra um site ao qual me dediquei pouco, de forma esporádica e sem organização (devido a outras prioridades da vida), cujos primeiros anos foram descuidados. A meio da linha amarela foi quando comecei a trabalhar a sério na web.

Esse decréscimo final de 2014 não é “real”: deve-se a termos mudado de servidores e reconfigurado o site num domínio próprio, pelo que alguma informação perdeu-se.

Em Janeiro de 2015, já com o Rankster a apoiar-me, a relevância da web disparou.

Imaginem que a linha azul mais escura representa uma média de 8.000 visitantes mensais. As linhas verde e vermelha são, respectivamente, o ano de 2015 e 2016. Vêem a diferença? O nome até pode ser foleiro mas tinha mesmo de lhe chamar rankster.

À data desta actualização já vamos a caminho de 2 milhões de visualizações e 1 milhão de sessões únicas.

Em 5 anos e meio de existência, 83% de todas as visualizações que o site alguma vez teve ocorreram a partir de Janeiro de 2015.

Outra consequência deste crescimento em tráfego foi também o aumento orgânico na visibilidade da página de Facebook:

SEO vs Facebook Likes

Nota final: obviamente que o Rankster não é a única ferramenta que utilizo para obter os resultados abaixo. No entanto, o seu papel é importantíssimo. Permite-me aprimorar a qualidade do tráfego orgânico que recebo, ganhar novo, e ter alguma visão estratégica para gerir (e gerar) conteúdos.

Graças a esta e outras ferramentas que construí já tenho como saber que estabelecimento publicar primeiro no Lisboando.pt, em detrimento de outro, por exemplo… mas essa é outra história.

Como utilizar o SEO Rankster?

O Rankster é gratuito. O link abaixo permitir-lhe-á obter uma cópia; só precisa de uma conta Google (ao copiar não está a partilhar comigo qualquer dado pessoal, nem sequer o seu endereço de email).

Criar uma cópia

Qualquer feedback é bem-vindo: escreva-me se tiver alguma dúvida, sugestão, problema com o documento, etc.

Última actualização: 5 de Outubro, 2016

Published by

Pedro

Lisboner working in project management, business development, operations and whatnot. I've done my fair share of consulting, too. My hobbies include film, literature and the plastic arts (especially collage work). Also learning to code at Free Code Camp.